Quatro meses se passaram e nenhum vestígio ainda de Mulher desaparecida em Santa Terezinha-MT

Marlene Pinheiro foi vista pela última vez na manhã de 18 de junho no Setor Ana Flávia Maciel e até o momento nenhuma pista a respeito do seu paradeiro. A família ainda aguarda alguma resposta sobre o caso que continua sob investigação da Polícia.

Por João Evilson 18/10/2019 - 08:40 hs
Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira (18/10) completa quatro meses que a Senhora Marlene Pinheiro de 58 anos, moradora antiga da cidade de Santa Terezinha-MT, conhecida popularmente por “Tuta” desapareceu e até o momento não se tem sequer nenhuma pista sobre o seu paradeiro e o que pode ter acontecido com ela.

Segundo informações apuradas pela polícia, a última vez que ela foi vista foi por volta das sete e meia do dia 18 de junho no setor Ana Flávia Maciel, aonde a mesma pegou uma carona em uma caminhonete do córrego João Nunes até a cidade. Desde então ela despareceu e ninguém teve mais nenhuma informação sobre o seu paradeiro. Segundo comentários de alguns moradores, que não foi confirmado pela polícia, comentam que viram ela novamente no mesmo dia no Córrego João Nunes aonde ela pegou carona para a cidade pela manhã. Este Córrego fica a 2 km da cidade.

Primeiro dia de buscas equipe de Bombeiros e Polícia não encontraram pistas sobre a Tuta

Equipe de Bombeiros e policiais realizando buscas no córrego João Nunes. (FOTO: Polícia Santa Terezinha

Após o seu desaparecimento, a família juntamente com moradores e a polícia, efetuaram buscas no local e no entorno, más não obtiveram nenhum resultado. Na mesma semana uma equipe do Corpo de Bombeiro chegou à cidade com 2 cães farejadores e realizaram buscas em um raio de até 42 km com o apoio das polícias militar e civil e também não encontraram nenhuma pista da mesma.


Brejo do córrego João Nunes, aonde a Sra. Marlene pode ter sido vista pela última vez, segundo comentários de populares.

No mês de agosto o Delegado de Confresa Dr. Rigonatto esteve em Santa Terezinha a pedido do Ex-delegado Sr. Cleoviton Nerys muito amigo da desaparecida, para reforçar os trabalhos de investigação sobre o caso.

 Delegado e sua equipe de policiais d Confresa e de Santa Terezinha realizaram vários trabalhos de oitivas e ouvindo pessoas do lugar que eram mais próximos a Tuta, além de apurar minuciosamente algumas informações sobre o seu paradeiro. A investigação ainda continua e a polícia não descartou totalmente todas as informações obtidas nas oitivas realizadas sob o comando do Delegado Rigonatto.

A família e amigos ainda buscam por qualquer novas informações sobre a mesma e quem puder ajudar, se souberem de fatos novos, favor ligar nesses telefones: (66) 98452-4987 – Nayra - Polícia Militar (66) 3558-1190 e Polícia Civil (66) 3558-1463.