MPE investiga deputado e mais um por suposta autopromoção em evento no Araguaia

No documento, o promotor relata uma denúncia encaminhada ao MPE pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Seduc) dando conta de que a autopromoção por parte dos políticos teria ocorrido durante o evento denominado “I Aventura Tour de Mountain-Bike do Vale do Araguaia”.

Por Midia News 27/05/2019 - 18:01 hs
Foto: Reprodução

O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou um inquérito civil para apurar suposta promoção pessoal por parte do deputado estadual Max Russi (PSB) e do ex-deputado Baiano Filho (MDB).

A investigação é conduzida pelo promotor de Justiça Marcos Brant Gambier Costa, da 3ª Promotoria de Justiça Cível de Barra do Garças, conforme portaria oficializada no último dia 20.

No documento, o promotor relata uma denúncia encaminhada ao MPE pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Seduc) dando conta de que a autopromoção por parte dos políticos teria ocorrido durante o evento denominado “I Aventura Tour de Mountain-Bike do Vale do Araguaia”.

As festividades ocorreram no período de 08 a 15 de julho de 2017, no Município de Araguaiana.

Ainda na portaria, o promotor relata que a Sedec informou que o evento foi financiado com dinheiro público e, ainda assim, constava o nome de Russi e Baiano no material de divulgação.

Brant lembrou que, em casos desta natureza – evento com dinheiro público – a publicidade não pode conter nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos.

Ao instaurar o inquérito, o promotor determinou que seja expedida uma notificação recomendatória a Russi e Baiano, para que se abstenham de realizar promoção pessoal, enquanto detentores de cargo público, seja por meio de divulgação do nome, imagens, símbolos ou qualquer outra forma de promoção pessoal.

A mesma notificação deverá ser encaminhada ao prefeito de Araguaiana, Getúlio Dutra Vieira Neto.

POR CAMILA RIBEIRO