Maus-tratos a animais, e a causa que leva Juiz a suspender prova com animais no Araguaia.

Por Wellington Peres 04/09/2018 - 11:24 hs

A Justiça de Mato Grosso determinou a suspensão de uma prova com cavalos que seria realizada no próximo sábado (1º) em Ribeirão Cascalheira, a 893 km de Cuiabá. A decisão é assinada pelo juiz Thalles Nóbrega Miranda Rezende de Britto e atende a um pedido formulado pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Na decisão, o juiz classifica a prática esportiva como total desrespeito aos animais.

“Não mais se justifica a exploração da atividade econômica fora dos parâmetros ambientais saudáveisPortanto, o evento é considerado uma prática ilegal e inconstitucional".

Em caso de descumprimento, os responsáveis devem pagar multa no valor de R$ 50 mil por dia, além da apreensão dos animais e instrumentos utilizados nas provas.

De acordo com o promotor de Justiça Carlos Rubens de Freitas Oliveira Filho, autor do pedido, o assunto já foi discutido em nível nacional e, durante audiência pública, em Cuiabá.

Os responsáveis por organizar o evento, “mesmo cientes da discussão sobre o assunto, assumiram o risco de perder todo o dinheiro investido”.