O goleiro atleticano, no entanto, acredita que o empate sem gols não confirma a realidade do jogo e espera o crescimento de Galo e Verdão para o restante do Campeonato Brasileiro."O zero a zero não condiz com o que foi a partida, as duas equipes tiveram chances, tanto eu quanto Prass trabalhamos, os dois melhores elencos, vão engrenar ainda, inicio de campeonato, reajustes sendo feitos, quando encaixar vão crescer", destacou.

Victor defendeu um pênalti no fim do primeiro tempo. A defesa permitiu ao Galo ter a tranquilidade para voltar do intervalo ainda com a igualdade. Foi o segundo pênalti que o camisa 1 atleticano defendeu de Willian, o primeiro foi quando o atacante era atleta do Cruzeiro.

Já William lamentou a falta de sorte contra o goleiro."Eu não bati bem o pênalti. O Victor já me conhece muito bem. Eu perdi um pênalti contra ele pelo Cruzeiro, batendo no lado direito. Desta vez, mudei o canto, mas ele pegou de novo", afirmou o palmeirense.

O goleiro alvinegro comemorou a defesa. "A gente tenta travar duelo emocional com o batedor, o Willian é bastante competente nesse tipo de situação, eu já tinha pego um pênalti dele em clássico, hoje eu achei o canto certo, a bola pegou na perna, estou feliz por defender", finalizou.

Com o resultado, o Atlético-MG abre a zona de rebaixamento do Brasileirão com apenas três pontos ganhos após quatro rodadas e ainda sem conseguir vencer. Já o Verdão tem apenas um ponto a mais e está próximo do Z4.

Sem descanso, o Palmeiras volta a campo já na próxima quarta-feira, quando visita o Coritiba, às 19h30 (de Brasília), no Estádio Couto Pereira. No mesmo horário, o Atlético-MG recebe o Avaí no Estádio Independência.

FONTE: SPN.Uol com Gazeta Press

VIDEO DO PRIMEIRO PÊNALTI DEFENDIDO POR VICTOR