Blairo desmente deputado e diz que nunca sentou com Mauro para falar de eleição

Ministro da Agricultura viajou para a Europa e promete discutir eleição após o Carnaval, em fevereiro

Por Tarso Nunes e Jacques Gosch / RD News 10/01/2018 - 12:19 hs
Foto: Antonio Araujo

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi (PP), garante que não sentou com o ex-prefeito Mauro Mendes (sem partido) para discutir sobre eleições deste ano. De acordo com o senador licenciado, ele vai iniciar as articulações após o Carnaval, que acontece antes da primeira quinzena do próximo mês.

Blairo está embarcando à Alemanha para compromissos do ministério e promete que, na volta da Europa, vai dar início às conversações. “Vamos fazer de forma aberta e transparente. Não tenho necessidade de fazer as coisas sem que haja uma concordância e conhecimento das pessoas que pretendem estar conosco no futuro”, garante a RD News.

A resposta de Blairo é em razão de o presidente estadual do PP, deputado federal Ezequiel Fonseca, afirmar que o ministro convidou Mauro para disputar o governo. Além disso, Ezequiel disse que o correligionário iria se posicionar nos próximos dias acerca das eleições.

Para Blairo, esse período que antecede as eleições é cercado de “fofoca e confusão”, pois não há como definir nada. “As pessoas vão falando coisas que nem sempre refletem a verdade ou refletiram em algum determinado momento. Não gosto dessas declarações assim porque cada conversa que faz, cada pessoa que senta e conversa tem opiniões distintas desse assunto”, explica.

O ministro explica ainda que o próprio governador Pedro Taques (PSDB) deve participar dessas conversas. Sustenta que política não se faz sozinho ou com vontade própria. “Tem que ter um mínimo de entendimento entre um grupo político. Se a maioria entender que é o Taques a gente continua, não tem problema. Mas se a maioria tiver descontente e achar que deve buscar um novo rumo, vamos conversar”, analisa.

Blairo admite também que é impossível trazer todos para um único projeto, mas pelo menos é necessário que a maioria precisa pensar da mesma forma. “Só não gosto é das especulações, por isso fico muito ausente dessas discussões, como não há definição do que fazer. Tudo que fala fica sendo mastigado de um lado para outro. Não tem restrição de absolutamente nada”, sustenta.

Apesar de negar qualquer tratativa acerca das eleições, nos bastidores, Blairo tem a preferência a Mauro para disputa ao governo neste ano. O ex-prefeito deve aderir ao DEM numa articulação feita pela cúpula nacional.

Por Tarso Nunes e Jacques Gosch / RD News