Lideranças políticas de Confresa manifestam repúdio ao Governo do Estado

A manifestação está sendo discutida através de um grupo de whatsApp do município aonde várias lideranças políticas são membros.

07/11/2017 - 01:55 hs
Foto: Web Designer

Após a morte de uma mulher nesta última semana em Confresa-MT deixou maioria da população revoltada  com a situação de descaso e de crise em que passa a saúde no município de Confresa/MT, situação esta em que se encontra também a maioria dos municípios do estado. Não se sabe ainda as causas da morte dessa mulher, há várias versões sobre o fato, más ainda não foi confirmado o motivo.

Grande parte das lideranças políticas de Confresa, que já vinham levantando situações e discutindo sobre a situação da saúde no município em um grupo de WhatSapp “Política Brasil Confresa”,  desde então a discussão se acirrou com cobranças de soluções junto ao Prefeito Municipal e à secretaria de Saúde. Explicando  a situação em que o município passa  por falta dos repasses do Governo de Mato Grosso que já soma quase 4 milhões e por essa razão a saúde local entrou em colapso não tendo condições de efetuar o atendimento mínimo necessário para o socorro da população, a Prefeitura Municipal irá marcar uma coletiva com a imprensa local e regional ainda hoje com horário a ser marcado pela manhã.  Na coletiva a Secretaria Municipal de Saúde irá passar para o conhecimento de todos a situação real em que se encontra a saúde do município.

Neste grupo de WhatSapp participam membros representantes de todos os segmentos políticos e sociais de Confresa, inclusive o próprio prefeito Ronio, servidores municipais e vereadores, aonde estão sempre discutindo os problemas e as soluções para o município. Discussões que estão surgindo efeitos   positivos para o município, pois seus membros participam, criticam, cobram e dão sugestões à administração municipal, bem como colocam muitas discussões em prática.

Quanto à situação em que se encontra a saúde de Confresa e demais municípios da região Norte Araguaia por causa do atraso nos repasses das verbas pelo Governo do Estado, os membros desse grupo de WhatSapp estão manifestando repúdio ao Governo, bem como irão transformá-la em uma Carta de Repúdio com abaixo assinado da população que será entregue ao Governo e lida no Plenário da Assembléia Legislativa do Estado.

O Motivo é para chamar a atenção do governador para a situação gravíssima em que os municípios estão passando com a saúde que já estão na U.T.I em toda a região.

Como Está a Situação

Não conseguimos um levantamento do valor específico que o governo deve para os municípios do Norte Araguaia, mas no geral dá pra se ter uma noção do montante da dívida, como por exemplo o município de Santa Terezinha que tem um valor de R$ 266.585,00 e o município deve R$ 92.700,00 para o Consórcio Intermunicipal de Saúde que ajuda a manter o Hospital Regional de Confresa.

Um  levantamento que foi realizado pela AMM no final de agosto mostrou que o governo do estado deve mais de R$ 68 milhões para os 141 municípios do estado, como afirma o presidente da entidade, Neurilan Fraga. “Grande parte disso se refere ao ano passado. O governo ainda está devendo dois meses do ano passado”, disse.

Em 2016, segundo a AMM, o governo não realizou o repasse de mais de R$ 33 milhões para a atenção básica, farmácia, setores de média e alta complexidade. Neste ano, a dívida aumentou para mais de R$ 35 milhões referentes aos meses de junho e julho. “A justificativa da falta de dinheiro continua sendo a crise”, disse Neurilan.

Na terça-feira (25/10), em entrevista ao Bom dia MT, o secretário estadual de Saúde afirmou que a dívida do estado para com os municípios é de R$ 50,7 milhões e que nesta semana estava providenciando o empenho para a quitação da dívida ainda naquele mês, más já estamos em no dia 07 de novembro e nenhum recurso ainda foi repassado e os municípios poderão entrar em colapso a qualquer momento.

Da Redação por João Evilson com informações da AMM-MT e do grupo de WhatSapp Política Brasil Confresa.