Gaspar não descarta deixar o PSD e desconversa sobre disputa em 2018

Para Gaspar sua candidatura só aconteceria se a região do Araguaia não estivesse representada na disputa

31/10/2017 - 01:02 hs
Foto: Reprodução

As articulações rumo as eleições do próximo ano seguem movimentando os bastidores políticos de Mato Grosso em todas as regiões, nesta semana a informação de que o ex-prefeito de Confresa, Gaspar Lazari havia se desfiliado do PSD (Partido Social Democrático) foi visto na região do Araguaia como um movimento para a disputa de 2018 para uma das cadeiras da Assembleia Legislativa.

Porém a desfiliação até o momento é boato, em uma entrevista exclusiva ao Olhar Alerta, por telefone, o ex-prefeito que está em viajem negou a saída da sigla, mas deixou em aberto a possibilidade de troca.

“Com referência ao PSD eu ainda não conversei com meus companheiros, eu tenho vários convites de outras siglas, entre elas um convite de um amigo meu de muito tempo o conselheiro Antônio Joaquim que está indo para o PTB, então eu pretendo quando chegar em Confresa conversar com meus companheiros e dependendo dessa conversa eu posso mudar de partido, mas eu ainda continuo no PSD” explicou Gaspar com exclusividade para o Olhar Alerta.

Na entrevista Gaspar disse ainda que independente do partido que estiver, irá apoiar uma eventual candidatura do conselheiro afastado do Tribunal de Contas de Mato Grosso, Antônio Joaquim, que ensaia uma disputa ao Palácio Paiaguás.

“Independentemente do partido que eu estiver, uma coisa é certa, meu apoio ao Antônio Joaquim, caso ele seja candidato, por ser um amigo de longa data e por toda a sua competência” enfatizou ele.

Questionado sobre uma possível pré- candidatura para deputado estadual, como vem sendo especulado, o ex- prefeito por 12 anos, desconversou afirmando que ainda é cedo para essa definição e que não tem pretensões na disputa.

“Olha ainda está muito cedo, mas eu agradeço a todos os amigos do Araguaia que tem levantado esse ideia, porém como eu disse ainda é muito cedo. Eu nesse momento estou organizando minha vida, meus negócios, quero deixar claro isso, e sobre 2018 pretendo honrar meus compromissos”.

Para Gaspar sua candidatura só aconteceria se a região do Araguaia não estivesse representada na disputa.

“Uma coisa é certa, vou estar junto com o Araguaia, quero defender alguém daqui da região, agora se lá na frente não tiver nenhum candidato da região que se disponha a disputar e se o meu nome por acaso for o nome de consenso da região ai eu posso até pensar em disputar, mas eu tenho compromissos e quero cumpri-los até o final” finalizou Gaspar.

FONTE: Olhar Alerta