Três pessoas são presas na segunda fase da “Operação Peixão” em Vila Rica

As prisões se deram em cumprimento a Mandados de Prisão Preventiva expedidos pelo juízo da Comarca de Canarana.

23/10/2017 - 14:38 hs
Foto: Polícia Civil/Vila Rica

A Polícia Civil de Vila Rica deflagrou na tarde de sábado, 21 de outubro, a segunda fase da “Operação Peixão”, que desarticulou uma organização criminosa com atuação em vários crimes de roubo, dentre outro, na região Araguaia. A primeira fase ocorreu na quarta-feira (18), sete pessoas foram presas, acusadas de participarem do grupo.

Equipes da Delegacia de Vila Rica, coordenadas pelo Delegado Gutemberg de Lucena, efetuaram a prisão de Elias Raí Bretanha Moreira (vulgo Dentinho), Salvador Fernandes da Silva e Dania Raik Santos Alves, identificados como integrantes da associação criminosa.

As prisões se deram em cumprimento a Mandados de Prisão Preventiva expedidos pelo juízo da Comarca de Canarana. O grupo tinha atuação desde Agua Boa até a divisa com o estado do Pará e estava com base em Vila Rica onde também praticou alguns crimes violentos e planejava a prática de novos crimes.

Com as novas prisões, chega a 10 o número de presos na “Operação Peixão” até o momento. De acordo com a Polícia Civil novas diligências estão sendo realizadas e devem ocorrer mais prisões nos próximos dias.

Ainda de acordo com a Polícia, a maioria dos presos na operação são egressos do sistema prisional, com passagens por roubos, furtos, tráfico ilícito de drogas e armas, dentre outros crimes.

O Delegado Gutemberg falou sobre as prisões durante a operação. "No decorrer dos últimos meses tivemos conhecimento que os integrantes desse grupo, após receberem benefícios de execução de pena e saírem do presídio de Água Boa, se instalaram em nossa cidade e estavam planejando e executando varias ações criminosas. Roubo a propriedades rurais, furto de gado, tráfico de drogas, além desse roubo de armas e munições ocorrido em Canarana a uma loja de Caça e Pesca. Assim em trabalho conjunto com as equipes da PJC de Canarana, organizamos a operação para desarticular esse grupo, prendendo seus integrantes e algumas pessoas que deram apoio à sua atuação criminosa”, destacou.

Gutemberg ainda fez um apelo para que a população contribua com o trabalho da Polícia Civil. “Reconheço o empenho e compromisso de todos os policiais que participaram desse brilhante trabalho e pedimos especialmente à população que eventualmente tomou conhecimento ou saiba informações sobre o destino de parte desses produtos roubados como munições, armas, animais (gado) que informe à Polícia Civil. Boa parte dos objetos foi recuperada, mas sabemos que outra parte está com outras pessoas, inclusive cidadãos de bem que possam ter adquirido, as quais peço que procurem o Delegado ou algum policial e colabore com as investigações. Nosso interesse é punir esse lixo da sociedade que atuava aqui e não as pessoas de bem", concluiu Gutemberg.

Os presos estão sendo encaminhados para a Penitenciaria Major PM Zuzi Alves da Silva em Água Boa, onde vão ficar a disposição da Justiça.

>> Leia também:

FONTE: Eldorado FM Com informação da PJC de Vila Rica