Jô se isola na artilharia, Corinthians bate o Atlético-MG e já tem melhor turno da história

Agora, o time de Fábio Carille vai a 44 pontos no primeiro turno

03/08/2017 - 01:34 hs
Foto: Reprodução

Ainda com uma rodada a ser disputada, o Corinthians já tem o melhor turno da história do Campeonato Brasileiro. E isso com direito a uma vitória por 2 a 0 em pleno Mineirão diante do Atlético-MG, nesta quarta-feira. Jô, agora artilheiro isolado do Brasileirão, e Rodriguinho marcaram os gols do triunfo corintiano.

Agora, o time de Fábio Carille vai a 44 pontos no primeiro turno. Até hoje, no Brasileirão de 20 times nos pontos corridos, os melhores primeiros turnos eram do próprio Atlético-MG em 2012 e do Cruzeiro em 2014, ambos com 43 pontos.

O turno, na verdade, já é o melhor da história, considerando  ambas as partes do campeonato – igualando os 44 pontos que o Palmeiras fez no 2º turno do ano passado.

Com relação aos rivais, o Corinthians mantém oito pontos para o vice-líder Grêmio, que bateu o Atlético-GO por 1 a 0.

Já o Atlético-MG, que começou a competição como um dos grandes favoritos, segue apenas em décimo, com 23 pontos – 21 a menos que o Corinthians.

Os dois times já voltam a campo no fim de semana para fechar o primeiro turno. No sábado, os paulistas recebem o Sport, enquanto os mineiros visitam o vice-líder Grêmio no domingo.

  • O roteiro de sempre

O roteiro foi repetido, mas o Atlético-MG se somou à lista de times que não conseguiram achar uma ‘receita’ contra a estratégia corintiana.

Em ‘solo inimigo’ no Mineirão, o Corinthians deu a bola aos rivais. E ‘sofreu’ nos primeiros minutos. O Atlético não criou tanto assim, é verdade, mas fez Cássio trabalhar em um chute de Cazares e depois assustou em um chute de Rafael Moura, que saiu tirando tinta da trave, e em uma nova finalização de Cazares que bateu do lado de fora da rede – e fez até alguns torcedores gritarem gol.

Em uma chegada, porém, o Corinthians foi à rede. Aos 31 minutos do primeiro tempo, Fagner cruzou pela direita e Maycon chegou chutando. A bola saiu mascada, mas sobrou para Jô desviar de primeira, de dentro da pequena área, tirando Victor do lance e abrindo o placar.

Foi o 11º gol de Jô na competição, deixando Lucca para trás e se isolando como maior goleador do Brasileirão. Até hoje, o Corinthians nunca teve um artilheiro na competição.

  • O roteiro de sempre, parte 2

Com o gol, o Corinthians passou a ficar ainda mais atrás, tentando apostar nos contra-ataques. E acabou fazendo Cássio aparecer mais uma vez. Aos 9 minutos do segundo tempo, ele salvou o time ao sair muito bem do gol e travar Cazares, que ficou sozinho após Pedro Henrique não conseguir afastar um cruzamento.

Desta vez, o time de Fábio Carille ainda teve nos pés a chance de ‘matar’ a partida. Em contra-ataque, Fagner apareceu pela direita e cruzou rasteiro para trás. Victor primeiro salvou em finalização de Rodriguinho. No rebote, Clayson rolou para Maycon ficar de frente para o gol, mas o volante pegou de canela na bola e mandou para fora.

A partir daí, o Atlético-MG foi ainda mais para cima.

Aos 21, Fábio Santos inverteu o jogo e achou Robinho livre dentro da área, mas o atacante bateu para fora. Aos 24, Rafael Moura ganhou da zaga por cima, mas cabeceou sem direção. Aos 29, Cazares arriscou de longe e Cássio se esticou para defender.

  • Mas quem não faz…

… toma!

Aos 36, de novo em contra-ataque, Clayson apareceu dentro da pequena área e parou em grande defesa de Victor. A zaga não conseguiu afastar, e a bola voltou para o Corinthians na entrada da área. De Camacho para Maycon, de Maycon para Clayson e de Clayson para Rodriguinho, tudo de primeira. Rodriguinho ainda deixou Leonardo Silva no chão antes de deslocar o goleiro e dar números finais ao placar.

  • A invencibilidade

Agora, a invencibilidade corintiana chegou a 33 jogos. É a segunda maior da história do clube, perdendo apenas para as 37 partidas em 1957.

FICHA TÉCNICA :
ATLÉTICO-MG 0 X 2 CORINTHIANS

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG) 
Data: 2 de agosto de 2017, quarta-feira 
Horário: 21 horas (de Brasília) 
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS) 
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS) 
Cartões amarelos: Leonardo Silva, Marcos Rocha e Otero (Atlético-MG); Giovanni Augusto (Corinthians) 
Gols: CORINTHIANS: Jô, aos 31 minutos do primeiro tempo, e Rodriguinho, aos 37 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Gabriel, Leonardo Silva e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias (Robinho), Gustavo Blanco (Adilson) e Cazares; Pablo (Otero) e Rafael Moura. Técnico: Rogério Micale

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Giovanni Augusto (Camacho), Rodriguinho (Fellipe Bastos) e Clayson; Jô (Kazim). Técnico: Fábio Carille

Por SPN.com.br