Prelazia de São Félix do Araguaia destaca trabalhos missionários

Priorizando as visitas pastorais e o contato direto com as pessoas da comunidade, no último dia 20 de março.

Por João Evilson 28/03/2017 - 01:23 hs
Foto: reprodução

sde a metade do mês de novembro de 2016, o padre Erico Gabriel Gurkowski, da diocese de Guarapuava trabalha como missionário na prelazia de São Félix do Araguaia em Mato Grosso.

Desde que chegou à região, o sacerdote que é natural de Virmond, Paraná, se integrou à população local e desenvolveu diversos trabalhos missionários. Dentre suas tarefas, as visita pastorais e acompanhamento à população se destacam entre os serviços prestados pelo sacerdote e que estão entre as prioridades daquela instituição.

Em carta enviada ao Centro Diocesano de Comunicação, padre Erico destacou alguns de seus trabalhos realizados nos primeiros meses de missão.

VISITA PASTORAL 

Priorizando as visitas pastorais e o contato direto com as pessoas da comunidade, no último dia 20 de março, padre Erico conheceu a tribo indígena Juruna.

Conforme detalhou o sacerdote, na ocasião, foi entregue ao cacique da aldeia Kapôt Nhinôre a imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida, por ocasião das comemorações dos trezentos anos de encontro da mesma no rio Paraíba do Sul em São Paulo.

“Na ocasião, tive a oportunidade de levar a imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida até a aldeia. Fui muito bem acolhido pelo cacique Daniel e sua tribo com dança de boas-vindas. Todos na aldeia estavam à espera da visita. Durante a conversa sobre a situação da aldeia e a vivência em comunidade, o cacique observou que ‘hoje a luta não é com flechas e nem armas, mas sim, com palavras. Não queremos nada de ninguém, só queremos nosso espaço. Defendemos a natureza e o rio e queremos viver em harmonia com os brancos’, disse.

Este foi meu primeiro contado com uma tribo indígena desde que aqui cheguei. Espero que venham muitos mais”, detalhou padre Erico.

AÇÃO PASTORAL

No final de fevereiro, lideranças da prelazia de São Félix do Araguaia se reuniram para apresentar e discutir os planos de ações pastorais daquela comunidade para 2017. A reunião, segundo contou padre Erico, foi muito proveitosa, pois todos os presentes puderam expor as realidades vividas por cada localidade e juntos, traçar novas metas. Os trabalhos duraram dois dias e foram realizados entre 25 e 26 de fevereiro.

CATEQUESE

De 10 a 12 de março, coordenadores da Catequese da prelazia de São Félix do Araguaia, em Mato Grosso, participaram de um encontro de formação. O tema que norteou os trabalhos foi “O chamado ao seguimento de Jesus”.

Os trabalhos foram conduzidos pelo padre Erico Gabriel Gurkowski, que explanou a importância de se conhecer Jesus Cristo e de seguir seus ensinamentos.

Na ocasião, os catequistas trocaram experiências e falaram de suas dificuldades vivenciadas junto à comunidade, bem como das prioridades que devem ser levadas em conta.

“Juntos, pudemos refletir sobre o chamado ao seguimento de Jesus. O catequista busca seguir Jesus Cristo, conhecendo-o cada vez mais em sua Palavra refletida pessoalmente e proclamada na celebração da comunidade. Da experiência de convivência com o Mestre, percorre o caminho com ele e assim se torna sua testemunha viva. Algumas características importantes para os catequistas, que tenham como centro a pessoa de Jesus, espírito de oração, seja amante da Palavra, pratique a confissão frequente e participe da Eucaristia”, detalhou o padre.

O sacerdote missionário também se disse muito feliz com os trabalhos desenvolvidos junto à comunidade e sublinhou que aos poucos, as pastorais vão sendo organizadas com grande embasamento.

FONTE: Assessoria Diocese de Guarapuava